INHOTIM

Concebido pelo empresário Bernardo Paz, em meados da década de 80, localizado em uma fazenda na cidade de Brumadinho, Minas Gerais, o Inhotim se transformou no maior complexo museológico do país, se tornando um espaço cultural rico em artes  internacionais voltado para o público brasileiro.

O acervo contêm 500 obras, mais de 100 artistas com 30 diferentes nacionalidades, que salienta uma relação espacial entre a paisagem ambiental e a arte contemporânea local onde possibilitou a criação de composições em condições únicas, ou seja, a mistura da arte como fotografia, pintura, escultura, arquitetura intervindo a ambientes como jardins botânicos, florestas, lagos, trilhas, montanhas,vales e pavilhões com arquiteturas ambientadas ao local.

Entretanto, isto é um pequeno resumo do que se pode desfrutar e sentir do museu, onde se tem uma experiência ativa do espaço. Usufrua de algumas fotos das obras do Inhotim e visite o site do museu para maiores dúvidas e curiosidades: www.inhotim.org.br/

Imagem

Adriana Varejão; Celacanto Provoca Maremoto, óleo e gesso sobre tela.

Imagem

Carlos Garaicoa; Ahora juguemos a desaparecer.

Imagem

Albano Afonso; Série Retratos, Auto-Retrato com Goya, perfurador sobre fotografia.

Imagem

Amílcar de Castro; Gigante Dobrada.

Imagem

Cerith Wyn Evans; Aqui tudo parece que ainda é construção e já é ruína, A partir de Fora da Ordem, de Caetano Veloso, Estrutura de madeira, fogos de artifício e fotografia c-print.

Imagem

Dan Graham; Bisected triangle, Interior curve, vidro espelhado e aço inoxidável.

Imagem

Cildo Meireles; Desvio para o vermelho.

Imagem

Diango Hernández; Drawing (As a drop I am going out of my home).

Imagem

Doug Aitken; Sonic Pavilion.

Imagem

Edgard de Souza.

Imagem

Edward Krasinski.

Imagem

Eugenio Dittborn; The 6th History of The Human Face (Black and red camino) Airmail Painting No. 70, serigrafia fotográfica sobre 10 fragmentos de tecido-não-tecido.

Imagem

Franz Ackermann; Faceland II (You better keep the light on), metal, bocais e lâmpadas.

Imagem

Giuseppe Penone; Elevazione, bronze, garessio.

Imagem

Hélio Oiticica; Invenção da cor, Penetrável Magic Square.

Imagem

Yayoi Kusama.

Imagem

Janet Cardiff, Forty Part Motet; Instalação sonora em 40 canais, com duração de 14’7’’, cantada pelo coro da catedral de Salisbury.

Imagem

John Ahearn, Rigoberto Torres; Abre a Porta, tinta automotiva sobre fibra de vidro.

Imagem

Jorge Pardo; Lamps, vidro soprado e metal.

Imagem

Larry Clark; Da Série Tulsa ,10 fotografias em preto e branco.

Imagem

Luiz Zerbini; Ar, acrílica sobre tela.

Imagem

Michel Majerus.

Imagem

Olafur Eliasson; By Means of a Sudden Intuitive Realization, Iglu de fibra de vidro, água, iluminação estroboscópica, bomba d’água e plástico.

Imagem

Rochelle Costi; Quartos São Paulo, fotografia.

Imagem

Isa Genzken.

Imagem

Tunga; True Rouge, redes, madeira, vidro soprado, pérolas de vidro, tinta vermelha, esponjas do mar, bolas de sinuca, escovas limpa-garrafa, feltro,bolas de cristal.

Imagem

Cristina Iglesias; Vegetation Room Inhotim.

Imagem

Zhang Huan; Peace, bronze e ferro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s